Brutalidade e violação dos Direitos Humanos na Venezuela

Desde o início das manifestações, graças às redes sociais, a população, principalmente a jovem, pode mostrar ao mundo em que consiste a “democracia” revolucionária dos chavistas e de Nicolás Maduro, esse que não passa de um fantoche do regime comunista de Cuba.

Os agentes de Cuba, especializados não apenas em selvageria guerrilheira, senão também em sabotagem digital, tentaram de toda forma bloquear o envio de informações (em vídeo, áudio, e-mails, etc.) para o exterior da Venezuela. Censuraram a TV, filtraram os mecanismos de busca da internet para só darem resultados que favoreçam a imagem do governo. Mas é inútil, tendo em vista a grande oferta de aplicativos móveis, proxys, VPNs (redes virtuais privadas, em inglês) e redes disponível aos usuários, ávidos por liberdade. Se ainda não fosse suficiente, teriam de derrubar também os hackers de outros países, que solidarizaram-se com o povo venezuelano e invadiram vários sites e perfis de agentes do Governo, expondo a extrema intolerância e boçalidade inerentes a eles.

Os vídeos abaixo são apenas alguns dos que vazaram na internet, tendo como fontes cidadãos comuns, com seus celulares e câmeras a serviço da verdade.

Abaixo, vemos um homem já (aparentemente) com seus 40 ou 50 anos, é apanhado pela Guarda Nacional de Maduro e espancado. Em seguida, é deixado inconsciente, deitado na meio da rua, depois de levar um chute de coturno no ouvido.

A seguir, vemos (e ouvimos) como, criminosa e covardemente, a Polícia Bolivariana (milícia pessoal do socialista Maduro – assassino) atira abertamente com seus fuzis contra a população em fuga.

Neste último vídeo, cenas fortes. Recomendo que pensem bem antes de dar play no vídeo. Policiais bolivarianos do regime socialista espancam estudante adolescente até a morte. A Venezuela precisa de orações, mas também de apoio internacional para que cessem o massacre comunista contra o povo de bem da Venezuela!

Finalmente, aos poucos, o silêncio da mídia vai cedendo às ondas de denúncias nas redes sociais e as manifestações pelo mundo, em defesa do povo da Venezuela, se espalham  para clamar à comunidade internacional uma intervenção para resguardar seus Direitos Humanos, definitivamente violados naquele país. Abaixo, um pequeno exemplo de uma manifestação ocorrida em Nova York:

Anúncios

Comente com moderação

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s