Juíza decretou prisão de Leopoldo Lopez sob ameaças do Governo

A juíza federal Yaclenis Tovar Guillén, que decretou a prisão de Leopoldo López, o fez sob ameaças de funcionários do governo de Maduro. É o que denuncia e prova a amiga da juíza, a venezuelana Gabriela Mata, residente nos EUA, à emissora de TV NTN24.

Segundo Gabriela, ela e a juíza são amigas desde a infância, e se falaram via WhatsApp (um aplicativo de chat para telefones celulares). Na conversa, que ficou registrada em seu telefone, a juíza confessa que foi obrigada expedir o mandado de prisão contra o opositor Leopoldo López, sob pena de perder seu emprego. O número de telefone registrado para o usuário, com o qual se deu a conversa de Gabriela, foi chamado pelos repórteres. Do outro lado da linha, ouviu-se alguém responder por “Yaclenis”.

Fonte da notícia: Graça Salgueiro, via Nota LatinaAbaixo, segue o vídeo em que a denúncia é veiculada por NTN24

Anúncios

Brasileira será julgada por segurar cartazes nas manifestações (#SOSVenezuela)

Segundo matéria do Estado de São Paulo, uma brasileira será julgada pela Corte de Justiça da Venezuela por participar das manifestações de opositores do regime repressivo de Nicolás Maduro. Simplesmente por isso: estar nas manifestações e segurar um cartaz, compartilhando da mesma opinião do povo nas ruas.

Emiliane Coimbra, 21, detida na Venezuela pelo crime de manifestar-se pacificamente.

O nome da jovem brasileira é Emiliane Coimbra, de 21 anos de idade, e reside em Puerto Ayacucho há 15 anos. Foi detida pela Polícia local no dia 19 último por participar de uma caminhada de protestos da escola onde estuda. Estava sozinha na hora da detenção. A manifestação exibia cartazes com repúdio ao governo de Nicolás Maduro, a escassez de itens de necessidade básica (inclusive, alimentos e sabonetes) e a violência, com proliferação de assaltos.

Ficou detida, por uma noite num quartel militar, e solta no dia seguinte, após audiência. Provavelmente, não queriam causar problemas a Maduro com o Brasil. No entanto, está sob custódia tutelar (equivalente à nossa liberdade condicional) e não pode se ausentar da cidade. Será julgada em audiência em data posterior.

Continuar lendo

HOJE: Marcha Mundial de Protesto contra Maduro (#SOSVenezuela)

Estamos aqui hoje para compartilhar um evento a nível mundial, o Grande Protesto Mundial SOS Venezuela (use #SOSVenezuela no Twitter e Facebook), que se realizará hoje, 22 de fevereiro, em todas as cidades do mundo. Além desse evento, existe dezenas de outras iniciativas visando o mesmo fim: apoiar o povo venezuelano em sua luta por Liberdade e pelo fim da repressão do regime de Nicolás Maduro.

O ideal é que ele renuncie, tendo em vista a ingovernabilidade diante dos indícios claros de violação dos Direitos Humanos mais básicos (tortura, violência sexual contra manifestantes, prisão de opositores sem motivos, uso de armas químicas contra a população, execuções públicas de inocentes, etc.).

Continuar lendo

Cenas fortes: civil desarmado é executado por milicianos de Maduro

Eis mais uma das mortes “duvidosas” não mostradas pela mídia, que insiste em colocar panos quentes sobre a desumana repressão de Nicolás Maduro contra o povo venezuelanos desarmado.

Abaixo, cenas fortes: durante uma “batida” de uma unidade de colectivos  do PSUV (capangas ou milicianos de Maduro, vestidos como os da imagem acima), na última quarta-feira, 19, na periferia de Caracas, um homem é executado com dois tiros depois de ser perseguido e alcançado por três desses milicianos. A execução verifica-se a partir do tempo 1min45s do vídeo.

(Se você não conseguir visualizar o vídeo, clique aqui!)

Assassinato covarde, diante de todos, sem nenhum remorso por parte dos meliantes! Assim é a situação na Venezuela: não há lei, senão os ditames dos comunistas vagabundos, corja administrada por Nicolás Maduro e treinada por unidades militares cubanas que mandam na Venezuela.